fbpx
Connect with us

Meio Ambiente

A incrível descoberta do pliossauro, o ‘tiranossauro subaquático’ encontrado nos penhascos da Inglaterra.

Publicado

em

animal marinho colossal, réptil subaquático, crânio fóssil, fósseis, fóssil de 2 metros
Pliossauros (ilustrados nesta imagem) tinham velocidade e poder para derrubar outros grandes répteis marinhos — Foto: BBC Steve Etches e o crânio do dinossauro; agora, ele quer o restante do corpo do animal — Foto: BBC/Tonny Jolliffe Steve Etches mostra crânio de dinossauro a David Attenborough, apresentador da BBC — esta é a primeira peça a ser encontrada — Foto: BBC Irritator challengeri: entenda a polêmica do dinossauro roubado do Brasil Parte de trás de cada dente possui finas saliências — Foto: BBC Navios da 2ª Guerra, pegadas de dinossauro, estátuas budistas: veja o que a seca revelou - Todos os direitos: G1

Fóssil de 2 metros do período Jurássico fornece novas pistas sobre características predatórias desse réptil subaquático colossal. Evidências fósseis foram descobertas por paleontólogos em local apropriado para fósseis.

O pliossauro, um impressionante réptil subaquático, teve seu crânio fóssil descoberto nos penhascos da Costa Jurássica de Dorset, no sul da Inglaterra.

O animal marinho colossal, que aterrorizou os oceanos há cerca de 150 milhões de anos, era conhecido por sua ferocidade. Um dos cientistas responsáveis pela descoberta comparou o fóssil a um ‘tiranossauro subaquático’ devido às suas dimensões e características predatórias. 🦕

Esse fóssil, de 2 metros de comprimento, é um dos mais completos do seu tipo já descobertos e pode fornecer novas pistas sobre esse antigo predador. (Veja a imagem abaixo)

‘Pliossauro’ – O Animal Marinho Colossal

Acredita o paleontólogo Steve Etches que não há nenhum outro réptil subaquático que se compare ao pliossauro. Segundo ele, é um dos melhores fósseis com que já trabalhou, sendo que o crânio fóssil do pliossauro é um dos mais completos já encontrados. Tal crânio fóssil foi descoberto em uma praia perto da Baía de Kimmeridge, na famosa Costa Jurássica do sul da Inglaterra, tornando-se Patrimônio da Humanidade da Unesco, o braço da ONU para educação, ciência e cultura. Os cientistas responsáveis pela recuperação do crânio fizeram um levantamento por drones e identificaram um local provável para escavação, mas o local era de difícil acesso e o fóssil teve que ser retirado de um penhasco, uma tarefa árdua e delicada, mas que valeu a pena pela excepcionalidade do achado.

Com 10 a 12 metros de comprimento, o pliossauro tornou-se um grande predador dos oceanos devido às suas características predatórias, incluindo 130 dentes afiados, podendo ser considerado um tiranossauro subaquático. Esse animal marinho colossal caçava outros répteis marinhos, como o plesiossauro e o ictiossauro, e até mesmo membros de sua própria espécie. Seu crânio é mais longo do que a maioria dos humanos, o que dá uma ideia do tamanho da criatura. Não há dúvidas de que se tratava de uma máquina de matar que teria sido capaz de atacar qualquer coisa que tivesse a infelicidade de estar no seu espaço. O crânio fóssil de 2 metros revela muitas características intrigantes, como as cavidades no focinho que provavelmente ajudavam o animal a detectar mudanças na pressão da água feitas por possíveis presas. A cabeça do pliossauro também possui um buraco que abrigaria um olho parietal, sensível à luz e que poderia ter ajudado na localização de outros animais. O fóssil de Dorset ainda guarda muitos segredos que cientistas de todo o mundo desejam explorar. O crânio fóssil de 2 metros possui todos os ossos presentes, revelando detalhes impressionantes que faltam em outros fósseis encontrados no mundo.

O paleontólogo Steve Etches exibirá o crânio fóssil no próximo ano em seu museu em Kimmeridge — a Coleção Etches. Entretanto, ele acredita que ainda existem mais fósseis no penhasco onde o crânio foi encontrado e está ansioso para terminar o que começou. Com a parte da linha do penhasco recuando metros por ano, a recuperação do restante do pliossauro é uma oportunidade única na vida. E, segundo Etches, eles devem extrair o restante do animal quanto antes, pois não demorará muito para que ele desapareça e se perca devido à rápida erosão do ambiente. Com as evidências fósseis e os detalhes intrigantes revelados pelo crânio fóssil de 2 metros, os cientistas terão a oportunidade irrefutável de obter novas informações sobre como esses incríveis répteis viveram e dominaram o seu ecossistema.

‘Pliossauro’ – O Réptil Subaquático Pré-histórico

Em uma entrevista à BBC News, Steve Etches, paleontólogo, afirmou que o crânio fóssil de um pliossauro era um dos melhores fósseis com que já trabalhou devido ao incomum nível de detalhe que proporciona. Tão único que está completo, o crânio deste animal marinho colossal, com sua mandíbula inferior e parte superior interligadas, como estariam se ele estivesse vivo, fornece valiosas informações que raramente são encontradas em outros fósseis. Com 130 dentes longos e afiados, o crânio do pliossauro revela uma série de finas saliências em cada dente que ajudariam o réptil subaquático a perfurar a carne e extrair rapidamente suas presas. A mandíbula poderosa do pliossauro, com forças geradas em torno de 33.000 newtons, mostra sua capacidade de triturar tecidos e ossos de maneira bastante eficaz em suas presas.

‘Pliossauro’ – Um Grande Predador Marinho

André Rowe, da Universidade de Bristol, descreve o imenso pliossauro como uma máquina de matar que teria sido capaz de atacar qualquer coisa que tivesse a infelicidade de estar no seu espaço. Grande o suficiente para a tarefa, o pliossauro caçava outros répteis marinhos, até mesmo da mesma espécie, com suas habilidades predatórias. Seu crânio fóssil foi encontrado em uma praia perto da Baía de Kimmeridge, em uma região considerada Patrimônio da Humanidade da Unesco. Após meses de árduo trabalho, o fóssil de 2 metros revela evidências impressionantes que oferecem vislumbres sobre o pliossauro, incluindo as características particulares que o tornavam um predador formidável dos oceanos da era pré-histórica.

Fonte: G1 – Meio Ambiente

"Notícias 24h" é a assinatura que garante a integridade e a vigilância incansável do portal BR HOJE, um bastião do jornalismo imparcial e de qualidade desde 2023. Encarnando o espírito de um Brasil autêntico e multifacetado, "Notícias 24h" entrega reportagens exclusivas e análises profundas, comprometendo-se com a verdade sem concessões. Através de uma cobertura 24 horas por dia, esse autor simbólico tornou-se sinônimo de confiabilidade em um mundo saturado de informações duvidosas, assegurando que os leitores do brhoje.com.br tenham acesso a um conteúdo que é tão corajoso e vibrante quanto a nação que busca representar.

Continue Reading
Comentários