fbpx
Connect with us

Mundo

Brasileira relata viver em cidade ameaçada por vulcão na Islândia: ‘Terremotos de 3 em 3 minutos’

Publicado

em

Fantástico, Grindavik, Islândia, vulcão, brasileira, terremotos, habitantes, alerta de erupção, cidade de pescadores, fissura, placas tectônicas, lava, tectônica, fenômeno, atividade vulcânica.
Jessica e o marido Issac vivem em Grindavik, na Islândia, cidade que teve de ser esvaziada por causa de um vulcão. — Foto: Reprodução/Fantástico

Ultimamente, Grindavik tem experimentado mais de mil terremotos diários, levando os moradores a abandonarem suas casas.

O programa de áudio ‘Bichos Na Escuta’ pode ser ouvido no g1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou em qualquer outro aplicativo de sua preferência.

O programa de áudio ‘Prazer, Renata’ pode ser encontrado no site g1, no serviço de streaming Globoplay, no aplicativo Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, Apple Podcasts, na Amazon Music e em outros aplicativos populares. Siga, assine e curta o ‘Prazer, Renata’ na sua plataforma favorita.

Descubra os programas de áudio do Fantástico

Aproveite os podcasts do Fantástico

ISTO É SURPREENDENTE

Patrocinado

O programa de áudio Isto É Surpreendente pode ser encontrado no g1, Globoplay, Deezer, Spotify, Google PodcastsApple Podcasts e Amazon Music apresentando grandes reportagens, investigações e histórias fascinantes em formato de áudio com a qualidade de jornalismo do Fantástico: profundidade, contexto e informação. Siga, curta ou assine o Isto É Surpreendente no seu tocador de podcasts favorito. Um novo episódio é lançado todo domingo.

O Centro Meteorológico Islandês identificou a presença de uma corrente de lava movendo-se em direção à superfície, atravessando a península de Reykjanes, onde a cidade de Grindavik está localizada. Esse deslocamento está causando tremores e elevação do solo. Em outras palavras, a lava não deve extravasar de um cone vulcânico, mas sim de uma grande fissura.

Devido a essa atividade vulcânica, em diversos locais da Islândia ocorre o surgimento de água fervente do solo. Contudo, devido aos ventos fortes e ao frio, ela se evapora assim que entra em contato com o ar.

O centro da Terra é uma imensa esfera de fogo. As placas tectônicas são grandes pedaços de rocha que compõem a superfície terrestre e a Islândia é uma ilha situada exatamente entre duas dessas placas, que estão constantemente se movendo lentamente para longe uma da outra.

Patrocinado

É na Islândia que podemos compreender por que há tantos vulcões na região. **Uma fenda revela a separação entre a placa tectônica da Europa e a placa tectônica da América do Norte**. E esta separação continua a ocorrer.

No coração da metrópole, é visível na via principal uma enorme cavidade que se formou. Dela emerge vapor proveniente de água em ebulição.

A qualquer instante a cidade poderia entrar em erupção, porém as autoridades asseguraram que seriam capazes de prever a ocorrência com pelo menos 30 minutos de antecedência.

Outra cratera dividiu um canteiro ao meio e não se pode nem ao menos avistar o seu fundo. Uma rachadura percorre toda a cidade, atravessando um quintal e destruindo completamente uma residência.

Patrocinado

Sentimento de incerteza em tempos de vulcões

Uma cidadã brasileira discursa sobre a sensação de insegurança. “Desejamos que o vulcão entre em erupção agora, porque mesmo que cause danos à nossa residência, pelo menos teremos conhecimento do que irá ocorrer. No momento atual, estamos vivendo em um estado de indefinição”, explica.

A situação de terremotos na região continua intensa, como relata Jéssica, uma brasileira que se encontra em um apartamento emprestado na capital da Islândia. Ela e o Isaac estão se preparando para deixar o local, após terem arrumado suas coisas e colocado tudo no carro. Jéssica expressa sua angústia, dizendo: ‘Agora eu estou com vontade de chorar, porque eu não consigo ver as coisas. (…) Eu quero ir pra minha casa’.

A incerteza paira sobre Jéssica, que não sabe quando poderá voltar para sua casa devido à intensidade dos tremores na região. A situação é desafiadora e as emoções estão à flor da pele, como evidenciado pelo relato da brasileira, que expressa seu sofrimento diante da situação. A intensidade dos terremotos está impactando as pessoas que vivem na região, gerando preocupação e incerteza sobre o futuro.

“Esta é a coisa mais incrível da minha vida. Está realmente quente aqui”, relata ela em um vídeo.

O vulcão tem entrado em erupção anualmente desde a sua mudança para a região, porém sempre de maneira controlada, sem que a lava alcance a cidade. Mas, há duas semanas, a situação mudou. “As pessoas começaram a sentir tremores vindos do interior da terra“, relata a brasileira.

Patrocinado

Houve um aumento significativo na ocorrência de terremotos, chegando a ser registrados mais de mil por dia. Até que as autoridades ordenaram a evacuação imediata de todos. **A situação tornou-se preocupante.**

A pessoa entrevistada comentou que estava ciente da presença do vulcão na região, no entanto, devido aos 800 anos de inatividade do mesmo, nunca imaginou que entraria em erupção justamente quando decidiram comprar uma casa em Grindavik.

A pequena cidade costeira tem cerca de 3 mil habitantes e está localizada no sudeste do país. Nas proximidades, encontra-se o vulcão adormecido Fragadasfiall, que despertou logo após a mudança de Jessica para a região.

Brasileira grávida abandona casa na Islândia devido a ameaça de erupção de vulcão

Os repórteres Felipe Santana e Alex Carvalho encontraram uma cidadã do Brasil, que está esperando um bebê e teve que deixar sua residência.

Patrocinado

‘Os tremores aconteciam, não sei, a cada cinco minutos. A cada três minutos. Não parava. Não parava’, desabafa Jéssica, uma brasileira grávida prestes a dar à luz.

Jéssica e seu marido, Issac, residem em Grindavik, na Islândia, localidade que precisou ser evacuada devido à ameaça de um vulcão em erupção. Ela trabalhou no luxuoso resort Blue Lagoon para poder viver no país, começando como faxineira até se tornar chef de cozinha. No entanto, quando adquiriram a casa há quatro anos, não tinham ideia de que passariam pelo que estão enfrentando agora: a proximidade de uma erupção vulcânica.

A equipe do programa de televisão Fantástico foi a única permitida a acessar Grindavik, na Islândia, após o vulcão adormecido por 800 anos entrar em erupção.

Os repórteres Felipe Santana e Alex Carvalho encontraram uma mulher brasileira, que está grávida e teve que deixar sua casa devido à situação.

A pequena cidade de pescadores, que tem uma população de cerca de 3 mil habitantes, está localizada no sudeste do país e foi fortemente impactada pelos tremores de terra causados pela erupção do vulcão, que ainda estão em curso.

Patrocinado

A cidade ficou dividida ao meio devido aos tremores de terra causados pela erupção do vulcão, que ainda continuam.

Fonte: G1 – Mundo

"Notícias 24h" é a assinatura que garante a integridade e a vigilância incansável do portal BR HOJE, um bastião do jornalismo imparcial e de qualidade desde 2023. Encarnando o espírito de um Brasil autêntico e multifacetado, "Notícias 24h" entrega reportagens exclusivas e análises profundas, comprometendo-se com a verdade sem concessões. Através de uma cobertura 24 horas por dia, esse autor simbólico tornou-se sinônimo de confiabilidade em um mundo saturado de informações duvidosas, assegurando que os leitores do brhoje.com.br tenham acesso a um conteúdo que é tão corajoso e vibrante quanto a nação que busca representar.

Continue Reading
Patrocinado
Comentários