fbpx
Connect with us

Tecnologia

Conheça os televisores de luxo gigantes que custam mais de R$ 1 milhão

Publicado

em

televisões de luxo, televisores exclusivos, TVs de luxo
Como é assistir TV nas telas que custam muito caro LG Magnit — Foto: Henrique Martin/g1 Samsung Painel Micro LED Smart Hub 110” MS1A — Foto: Henrique Martin/g1 Traço perceptível de perto no painel Micro LED da Samsung — Foto: Henrique Martin/g1 Detalhe da tela Micro LED vista de perto (à esquerda) e da LED (à direita): dá para ver a distância entre cada pontinho azul — Foto: Henrique Martin/g1 Módulo destacado do painel LED da LG; telas Micro LED usam conceito parecido na fabricação — Foto: Henrique Martin/g1 LG Magnit — Foto: Henrique Martin/g1 Painel Micro LED da Samsung visto de perto: parece um desenho, mas não é — Foto: Henrique Martin/g1 - Todos os direitos: G1

LG e Samsung vendem televisores à venda com painel avançado e resolução 8K. Verifique a experiência de ver as imagens muito impressionantes de perto.

Para muitos consumidores, uma TV gigante pode ser um modelo de 70 polegadas que custava R$ 3.500 em janeiro. Enquanto para outros, pode ser um painel mais avançado de 90′ com resolução 10K, que saía na faixa dos R$ 55.000.

Mas há televisores de luxo à venda hoje que custam R$ 2 milhões, com 120 polegadas. E outro que sai por R$ 2,5 milhões, com 150 polegadas. Além disso, a largura dessas telas chega a 3,5 metros, muito maior do que uma TV convencional de 60′.

Televisores de Luxo: Conheça os Modelos Exclusivos

São modelos exclusivos, com tecnologia de ponta, vendidos sob encomenda e que requerem instalação especializada.

O Guia de Compras conta a seguir como são esses modelos da ‘TV do milhão’ – e ver o que muda na comparação com um aparelho convencional.

Ao final, a explicação tecnológica do preço alto desses equipamentos e uma lista com uma seleção de telas grandes de 65′ a 98′ com preços um pouco mais acessíveis.

Como é ver essas TVs de perto?

Os dois ‘televisores’ gigantes – LG Magnit e Samsung Painel Micro LED Smart Hub 110′ MS1A – são muito similares nas especificações e no uso geral.

Ambos requerem muito espaço: pelo menos 3 metros de distância do sofá para ter uma experiência completa. A resolução da tela é 8K, a mais comum hoje encontrada nos televisores.

Os dois modelos quase não têm bordas, se integrando ao ambiente.

À primeira vista, as duas telas geram imagens muito impressionantes.

Na LG, eram diversos vídeos curtos mostrando paisagens, flores e pessoas com brilho e contraste excelente.

Na Samsung, o tema dos vídeos mudou um pouco – incluiu ainda florestas, vulcões e joias. Tudo programado para mostrar imagens perfeitas na demonstração dos fabricantes.

Foi parecido com o efeito de assistir uma imagem 3D no cinema, mas sem precisar de óculos.

A imagem é tão grande e imersiva que pode dar um pouco de tontura chegando próximo ao display.

Mas, ao sair desse modo ‘especial’ que cativa o consumidor, as duas ‘TVs de luxo’ funcionam como uma Smart TV convencional – até o controle remoto é o mesmo dos modelos mais baratinhos.

Na LG, o aparelho estava configurado para uso comercial, como painéis da bolsa de valores ou do mercado financeiro, que requerem detalhes em alta definição para serem vistos de perto.

Por conta disso, não deu para ir além dos vídeos oficiais de demonstração. Diz a marca que a versão para o consumidor final vem com o sistema WebOS, o mesmo usado nas televisões da marca – e com acesso a apps e serviços de streaming.

A TV da Samsung estava ‘pronta’ para usar, com loja de apps, serviços de streaming instalados e até recursos para jogar videogame on-line.

A qualidade da imagem seguiu impressionante, mas esbarrou em um problema: a velocidade da conexão wi-fi. Nesse dia, ela não estava tão boa no local e alguns vídeos em alta resolução foram afetados.

Por que essas telas são tão caras?

O Painel Avançado é umas tecnologias mais avançadas utilizadas na fabricação de telas.

Os painéis feitos com esse método podem ter mais de 24 milhões de pontos que emitem sua própria luz (vermelha, verde e azul), sem utilizar iluminação de fundo.

Para dar uma comparação, os 24,9 milhões de pontos do painel de 110′ representam 3 vezes mais pixels que uma TV 4K convencional, com 8,3 milhões de pontos, de acordo com Alexandre Gleb, gerente de produtos da Samsung.

A distância entre os pontos (pixels) na Samsung é de 0,63 milímetro – vale notar que a tela é menor que a da LG – com distância de 0,78 milímetro.

Para comparação, um telão LED como aqueles usados em aeroportos, por exemplo, tem a distância de 1,8 milímetro entre um pixel e outro. É a diferença entre quase não ver esse espaço a olho nu na Micro LED e perceber a distância nas LEDs vendo de perto.

Na LED ‘normal’, que é vista de longe, esse espacinho a mais é imperceptível por conta da distância que enxergamos a tela. Veja abaixo a Micro LED (à esquerda) e uma tela LED convencional no detalhe:

Por conta do tamanho expressivo, esses painéis são montados unindo diversos módulos. No modelo da Samsung, são 192 ‘pedaços de tela’ que medem 15 x 11 cm e formam as 110′.

Na imagem abaixo, um painel LED convencional, que também é montado com diversos módulos menores:

Fonte: G1 – Tecnologia

"Notícias 24h" é a assinatura que garante a integridade e a vigilância incansável do portal BR HOJE, um bastião do jornalismo imparcial e de qualidade desde 2023. Encarnando o espírito de um Brasil autêntico e multifacetado, "Notícias 24h" entrega reportagens exclusivas e análises profundas, comprometendo-se com a verdade sem concessões. Através de uma cobertura 24 horas por dia, esse autor simbólico tornou-se sinônimo de confiabilidade em um mundo saturado de informações duvidosas, assegurando que os leitores do brhoje.com.br tenham acesso a um conteúdo que é tão corajoso e vibrante quanto a nação que busca representar.

Continue Reading
Comentários