fbpx
Connect with us

Futebol

Entendendo a Superliga de Clubes da Europa: O que significa a decisão e por que é tão polêmica?

Publicado

em

projeto da Superliga, Liga dos Campeões
A bola da Uefa Champions League Sebastian Frej/MB Media/Getty Images

Projeto da Superliga tem aval jurídico para acontecer, mas sob orientação e controle da organização para evitar monopólio ilegal. Decisão do Tribunal influenciou as competições de futebol, com exclusividade da Uefa e Fifa.

A criação da Superliga de Clubes da Europa tem gerado muita polêmica no mundo do futebol. A proposta de uma competição independente, fora do controle da Uefa, vem dividindo opiniões entre os principais clubes e torcedores.

O projeto da Superliga, que visa rivalizar com a Liga dos Campeões, recebeu aval jurídico para acontecer, após decisão do Tribunal Superior da Europa. A decisão ressalta que o monopólio ilegal de organização de torneios pela Uefa está em desacordo com a regulamentação da União Europeia.

Explorando a Decisão do Tribunal da União Europeia

Mas e o que isso representa na prática? A ESPN reuniu perguntas e repostas para elucidar os pontos centrais da resolução.

Qual é a Relevância da Decisão do Tribunal?

A decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia versa sobre a exclusividade da Uefa e da Fifa na organização de competições de futebol profissional. Mais especificamente na Europa.

Patrocinado

O veredito do Tribunal determinou que as normas da Fifa e da Uefa, as quais exigem que as novas competições de futebol sejam submetidas aos órgãos, são contrárias à legislação da União Europeia.

É ilegal negar clubes e jogadores de participar nessas competições sem a aprovação prévia, afirmou o Tribunal. Ademais, as regras que concedem à Fifa e à Uefa controle exclusivo sobre a exploração comercial dos direitos relacionados a competições são propensas a restringir a concorrência, uma vez que têm importância significativa para meios de comunicação, consumidores e telespectadores na União Europeia.

O Tribunal concluiu que a organização de competições é uma atividade econômica e, portanto, deve seguir as regras da competição e respeitar a liberdade de circulação.

Quais são as Ramificações dessa Decisão?

Com a determinação do Tribunal de Justiça da União Europeia, competições poderão ser realizadas sem a necessidade de aprovação da Uefa e da Fifa, além de vedar punições a clubes que participem de torneios independentes.

Patrocinado

Isso configura um avanço significativo para o projeto da Superliga, que almeja substituir a Champions League.

O Tribunal frisou que a decisão não implica na necessidade de aprovação de um torneio como o projeto da Superliga, visto que se trata de um veredicto sobre as regras da Fifa e da Uefa de maneira global, e não de um projeto específico.

Quais Times Fundaram a Superliga?

Inicialmente, 12 clubes, tais como Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Tottenham, Atlético de Madrid, Barcelona, Real Madrid, Milan, Inter de Milão e Juventus, tornaram-se membros da Superliga quando esta foi lançada, em 18 de abril de 2021, em um movimento que surpreendeu o mundo do futebol.

O projeto, liderado por Florentino Perez (Real Madrid) e Andrea Agnelli (Juventus), surgiu a partir da insatisfação com o papel dominante da Uefa como organizadora da Champions League, e do descontentamento com o formato e modelo de receitas da competição.

Patrocinado

A oposição das entidades reguladoras do futebol resultou na rápida retirada de nove desses clubes do projeto, restando apenas Real Madrid, Barcelona e Juventus como apoiadores.

Declaração da A22 Sports, Organizadora da Superliga

Ganhamos o direito de competir. O monopólio da Uefa acabou. O futebol é gratuito. Os clubes estão agora livres da ameaça de sanções e livres para determinarem o seu próprio futuro.

Propomos a transmissão gratuita de todos os jogos da Superliga, tanto para os torcedores como para os clubes, assegurando as receitas e gastos solidários para a competição.

Posicionamento da Uefa sobre a Decisão

A Uefa observou o acórdão emitido hoje pelo Tribunal de Justiça Europeu relativamente à Superliga Europeia.

Patrocinado

Essa decisão não indica nenhum endosso ou validação à denominada Superliga, ao invés disso, enfatiza uma lacuna preexistente no quadro de pré-aprovação da Uefa, um aspecto técnico que já foi reconhecido e resolveu em junho de 2022. A Uefa confia na robustez das suas novas regras, as quais, especificamente, estão em conformidade com todas as leis europeias e regulamentos.

A Uefa mantém seu empenho em defender a pirâmide do futebol europeu, garantindo que esta continue a servir os interesses mais amplos da sociedade. Continuaremos a moldar o modelo desportivo europeu em parceria com associações nacionais, ligas, clubes, torcedores, jogadores, treinadores, instituições da União Europeia, governos e parceiros.

Temos confiança de que a pirâmide do futebol europeu, baseada em solidariedade e considerada insubstituível pelas torcidas e todas as partes interessadas, será protegida contra a ameaça de rupturas pela leis europeias e nacionais.

Reações dos Clubes à Decisão

  • Barcelona

O Barcelona manifesta satisfação com a decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) que aprovou o projeto da Superliga proposto pela A22 Sports.

Patrocinado

Como uma das entidades impulsionadoras da Superliga, o Barcelona acredita que a decisão abre caminho para uma competição de alto nível na Europa, ao se opor à figura do monopólio no futebol e ao oferecer uma proposta para discussões em torno do futuro modelo de concorrência europeia.

  • Real Madrid

No Real Madrid, acolhemos com satisfação a decisão adotada pelo Tribunal de Justiça da União Europeia, que deve garantir nossos princípios, valores e liberdades.

Nos próximos dias, vamos analisar cuidadosamente as implicações desta resolução, mas antecipamos duas conclusões de enorme significado histórico. Em primeiro lugar, que o futebol europeu de clubes não é e nunca será mais um monopólio. E em segundo lugar, que a partir de hoje os clubes serão os donos do seu destino. Os clubes veem plenamente reconhecido o nosso direito de propor e promover competições europeias que modernizem o nosso desporto e atraiam adeptos de todo o mundo. Em resumo, hoje a Europa das liberdades voltou a triunfar e hoje o futebol e os seus adeptos também triunfaram.

*Reportagem em atualização

Patrocinado

Fonte: ESPN – Futebol

"Notícias 24h" é a assinatura que garante a integridade e a vigilância incansável do portal BR HOJE, um bastião do jornalismo imparcial e de qualidade desde 2023. Encarnando o espírito de um Brasil autêntico e multifacetado, "Notícias 24h" entrega reportagens exclusivas e análises profundas, comprometendo-se com a verdade sem concessões. Através de uma cobertura 24 horas por dia, esse autor simbólico tornou-se sinônimo de confiabilidade em um mundo saturado de informações duvidosas, assegurando que os leitores do brhoje.com.br tenham acesso a um conteúdo que é tão corajoso e vibrante quanto a nação que busca representar.

Continue Reading
Patrocinado
Comentários