fbpx
Connect with us

Mundo

Guga Chacra: influências de dentro e de fora levaram Israel a ceder em acordo com Hamas para a libertação de reféns

Publicado

em

Israel, reféns, Hamas, acordo, Guga Chacra, Estados Unidos, partidos de extrema direita, cessar-fogo, Tel Aviv, crianças, mulheres, Palestinos, resistência, pressão internacional, Benjamin Netanyahu.
Guga Chacra destaca pressões 'externas' e 'internas' que levaram Israel a ceder acordo com Hamas para a libertação de reféns — Foto: Reprodução/TV Globo

Na noite de terça-feira (21), horário local do Brasil, o governo de Israel aprovou um acordo para a liberação de 50 reféns capturados pelo Hamas no ataque de 7 de outubro. A troca de reféns foi confirmada nesta quarta-feira (22).

O grupo extremista Hamas tem sequestrado um alarmante número de 240 pessoas em troca de concessões de Israel. Esta política de sequestro busca garantir a liberação de prisioneiros palestinos, além de assegurar a entrada de suprimentos vitais em Gaza através da concessão de trezentos caminhões diários com alimentos, remédios e combustível.

Essas negociações, embora estejam parcialmente relacionadas à forte pressão internacional e ao envolvimento dos Estados Unidos, ainda são complexas e delicadas. O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, descreveu esse acordo como uma ‘decisão difícil’.

O acordo estabelecido estipula que haverá um período de cessar-fogo com duração mínima de quatro dias. De acordo com informações fornecidas por Tel Aviv, esse período terá início assim que a primeira criança mantida em cativeiro cruzar a fronteira de volta a Israel.

  • Como parte desse acordo, o Hamas se compromete a liberar gradualmente 50 reféns, sendo todos eles mulheres ou crianças. Essa liberação ocorrerá em um ritmo de 10 a 12 reféns por dia, o que garantirá a manutenção do cessar-fogo por pelo menos quatro dias.
  • A expectativa é de que a libertação dos reféns tenha início já nessa quinta-feira (23).

No entanto, Guga Chacra destaca que, apesar do apoio geral, o primeiro-ministro de Israel encontrou uma certa oposição por parte de membros de partidos de extrema direita que se opunham ao acordo.

“Por outro lado, houve uma resistência por parte dos integrantes dos partidos de extrema-direita que fazem parte da coalizão governamental dele, mas, no final das contas, ele acabou concordando”, enfatizou o comentarista.

Patrocinado

Ao analisar a situação, Guga destacou que as pressões externas exercidas pelos Estados Unidos e outros países próximos a Israel, como a França e o Reino Unido, tiveram um impacto significativo nas concessões feitas por Israel. Além disso, o desejo da sociedade israelense e dos familiares das vítimas pela libertação dos reféns também influenciou a tomada de decisão. Neste contexto, Israel precisou ceder mais do que o Hamas.

Na terça-feira (21), o governo de Israel anunciou a aprovação de um acordo que visa a liberação de 50 reféns capturados pelo grupo Hamas durante o ataque ocorrido em 7 de outubro. Como contrapartida, Israel concordou em liberar 150 Palestinos atualmente detidos em suas prisões.

Guga Chacra, comentarista do Jornal da Globo, ressaltou a concessão feita por Israel para a concretização desse acordo. Segundo ele, fatores externos e internos desempenharam um papel significativo na decisão tomada pelo governo israelense.

Fonte: G1 – Mundo

Patrocinado

"Notícias 24h" é a assinatura que garante a integridade e a vigilância incansável do portal BR HOJE, um bastião do jornalismo imparcial e de qualidade desde 2023. Encarnando o espírito de um Brasil autêntico e multifacetado, "Notícias 24h" entrega reportagens exclusivas e análises profundas, comprometendo-se com a verdade sem concessões. Através de uma cobertura 24 horas por dia, esse autor simbólico tornou-se sinônimo de confiabilidade em um mundo saturado de informações duvidosas, assegurando que os leitores do brhoje.com.br tenham acesso a um conteúdo que é tão corajoso e vibrante quanto a nação que busca representar.

Continue Reading
Patrocinado
Comentários