fbpx
Connect with us

Mundo

Israel em luto: Emboscada em Shijaiyah mata 7 soldados israelenses.

Publicado

em

soldados israelenses, invasão do Hamas, Faixa de Gaza
Nuvem de fumaça é vista acima do nível das casas na cidade palestina de Khan Younis, na Faixa de Gaza, em 12 de dezembro de 2023 — Foto: Mohammed Dahman/AP Palestinos buscam por sobreviventes após ataque aéreo atingir a cidade de Rafah, que faz fronteira com o Egito, em 12 de dezembro de 2023 — Foto: Hatem Ali/AP - Todos os direitos: G1

Confrontos intensos em Shijaiyah resultam em bombardeamentos e emboscadas armadas. 19.800 mortes no território palestino.

Israel está enfrentando desafios constantes com o conflito entre suas tropas e os terroristas palestinos. Nesta semana, sete soldados israelenses perderam a vida em uma emboscada armada pelo Hamas no bairro de Shijaiyah, no norte da Faixa de Gaza. A situação na região continua tensa e Israel está dedicando esforços significativos para conter os ataques dos grupos terroristas.

As tropas israelenses estão envolvidas em intensos combates com os terroristas palestinos no norte de Gaza e nos arredores, mais de dois meses depois da invasão do Hamas ao sul de Israel. A emboscada que resultou na morte de sete soldados israelenses é um exemplo do que as forças de Israel estão enfrentando. A situação na Faixa de Gaza continua crítica, com confrontos sendo relatados em vários lugares, especialmente em Shijaiyah. A segurança de Israel está ameaçada e o país está tomando ações para enfrentar essa situação.

Ataques no sul

Desde o início dos intensos combates na região, os soldados israelenses têm atacado o sul de Gaza, resultando em uma terrível situação para os moradores locais. Centenas de milhares de pessoas seguiram as ordens israelenses de fugir para o sul de Gaza desde o início da guerra, mas essa região também sofreu repetidos bombardeamentos. A invasão do Hamas nesta área tem causado ainda mais pânico entre a população.

O sistema de saúde e as operações humanitárias entraram em colapso em grande parte do território devido aos combates e ao cerco montado por Israel contra a Faixa de Gaza. Os confrontos têm causado uma crise humanitária sem precedentes, com relatos de emboscadas armadas e ataques indiscriminados.

Resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas

Na terça-feira, a Assembleia Geral das Nações Unidas aprovou uma resolução pedindo por um cessar-fogo humanitário por 153 votos a favor, 10 contra e 23 abstenções. Esta votação tem um significado crucial para a comunidade internacional, que busca maneiras de resolver a crise atual em Gaza. O pedido de cessar-fogo visa amenizar a situação das pessoas afetadas pela guerra.

Entretanto, a resolução é vista por muitos como principalmente simbólica, mas serviu como um indicador da opinião global. Amparados pela resolução, representantes do governo dos Estados Unidos insistiram que Israel tomasse mais medidas para evitar ferir os civis palestinos, em meio aos relatos de bombardeamentos e ataques continuados.

Desde o início do conflito, em 7 de outubro, cerca de 19.800 pessoas morreram, 1400 delas em Israel e 18.400 na Faixa de Gaza — o número é fornecido pelo Ministério da Saúde de Gaza e não pôde ser confirmado oficialmente. A situação é crítica e exige a atenção urgente da comunidade internacional para resolver a crise humanitária em andamento.

Fonte: G1 – Mundo

"Notícias 24h" é a assinatura que garante a integridade e a vigilância incansável do portal BR HOJE, um bastião do jornalismo imparcial e de qualidade desde 2023. Encarnando o espírito de um Brasil autêntico e multifacetado, "Notícias 24h" entrega reportagens exclusivas e análises profundas, comprometendo-se com a verdade sem concessões. Através de uma cobertura 24 horas por dia, esse autor simbólico tornou-se sinônimo de confiabilidade em um mundo saturado de informações duvidosas, assegurando que os leitores do brhoje.com.br tenham acesso a um conteúdo que é tão corajoso e vibrante quanto a nação que busca representar.

Continue Reading
Comentários