fbpx
Connect with us

Esportes

Mano assume responsabilidade pela goleada: ‘Não salva nada’

Publicado

em

Mano Menezes, responsabilidade, Corinthians, Bahia, técnico, derrota, Neo Química Arena, Brasileirão, jogadores, goleada, tática, ideia de jogo, resultado, campo, desempenho, jogo.
Confira a coletiva de Mano Menezes, do Corinthians, após derrota para o Bahia Corinthians 1 x 5 Bahia | Melhores momentos | 35ª rodada do Brasileirão 2023 Torcida do Corinthians critica Mano Menezes no início do jogo e treinador rebate: "Já?"

Treinador do Corinthians admite falhas no planejamento em derrota por 5 a 1 para o Bahia.

Mano Menezes é um técnico de futebol conhecido por sua passagem pelo Corinthians. Recentemente, seu time, o Bahia, sofreu uma derrota por goleada na Neo Química Arena, válido pelo Brasileirão. A tática e a ideia de jogo adotadas por Mano Menezes não foram efetivas, o que resultou em um mau desempenho em campo e no resultado negativo. É importante ressaltar a responsabilidade de cada indivíduo e a necessidade de reconhecer as falhas. O ambiente no vestiário após a partida também não era dos melhores.

Responsabilidade pela Derrota

– Você substitui a palavra vilão por oportunista, seria menos grave. Seria oportunista da minha parte tomar 5 a 1 e culpar outros fatores. Não foi isso. O Alessandro (Nunes, gerente) não está presente porque não pode, está suspenso. Ele sempre esteve presente, e se não estivesse suspenso estaria presente. Já conversamos internamente com quem precisávamos conversar, mas não é isso neste momento. Agora é assumir a responsabilidade pela derrota constrangedora. Em outras ocasiões, os torcedores já se manifestaram contra este ou aquele, já passamos por situações como esta sem ter a derrota que tivemos hoje. Então a derrota se limita ao jogo ruim, ao Bahia que teve seus méritos, mas é evidente que ser goleado por 5 a 1 em casa exige que assumamos nossa responsabilidade.

– Após a partida fora de casa, a proximidade das eleições pode ter exercido uma influência maior, mas sempre conseguimos trabalhar sem que as circunstâncias externas interferissem no nosso dia a dia. Não acredito que isso tenha afetado o que fizemos hoje.

– Jogos que se desviam completamente do contexto de uma partida de futebol devem ser esquecidos, não é possível levar em consideração uma tragédia futebolística, pois ela não faz parte das regras desde que cheguei. Já perdemos jogos, mas sempre jogando futebol e competindo, e hoje não foi o caso. O Bahia também já jogou com uma linha de três, o problema não é a formação tática, mas sim a execução. Nós enfrentamos algumas dificuldades do lado do campo, então seria mais vantajoso ter jogadores de linha lateral para confrontar os jogadores adversários, mas não funcionamos bem e não conseguimos atacar. Em determinado momento, perdemos completamente a tranquilidade. Falar sobre o ambiente agora não tem valor algum, pois o ambiente está completamente correto depois do que apresentamos. No segundo tempo melhoramos, tentamos chegar ao 3 a 1, mas acabamos sofrendo com o desgaste. Quando começamos mal o jogo, tudo dali para frente deu errado. E foi por isso que sofremos o placar de 5 a 1.

Patrocinado

Estou convicto de que vamos ter um rendimento superior, já que é inegável que não podemos ter uma performance pior do que a de hoje. Vamos deixar isso para trás em termos esportivos. Vamos escrever um novo capítulo na história, pois essas situações sempre são lembradas. Mas na terça-feira vamos retomar o nosso desempenho característico do Corinthians dos últimos dias.

Veja mais trechos da entrevista coletiva:

O clube continuará sua trajetória, como deve ser. Não desejo misturar os tópicos, quero me concentrar no desempenho em campo, no que não conseguimos realizar. Foi por essa razão que sofremos uma derrota e tivemos uma vitória decepcionante em casa.

Na próxima partida, o Corinthians enfrentará o Vasco em São Januário, pela 36ª rodada do Brasileirão. O treinador acredita que o resultado anterior não terá impacto no próximo jogo.

Patrocinado

Reformulação do Jogo com Três Zagueiros

– Tivemos oportunidade, sim. Trabalhamos a proposição de usar três defensores desde o início da preparação tática. Mesmo que o oponente tenha se apresentado de forma diferente, sem um atacante definido, era crucial que tivéssemos executado de forma mais eficiente pois tínhamos conhecimento das opções dele. Bidu e Fagner deveriam atuar como alas, como começamos em Porto Alegre, mas acredito que tentamos resolver a partida com muita pressa. Eles aguardaram nosso erro, e erramos consideravelmente. Sofremos o gol cedo, o que sempre é prejudicial, e a partir desse momento, nada funcionou.

– Seria muito desonesto da minha parte. O que ocorreu na temporada pertence ao clube, mas nada justifica o que aconteceu hoje. Nada – afirmou.

O técnico declarou que desde o início da Data Fifa ele visualizou a equipe em um esquema com três defensores, como já havia feito na vitória por 1 a 0 contra o Grêmio, em Porto Alegre, na última rodada. Ele tentou explanar a sua estratégia de jogo, que acabou resultando em fracasso:

– Seria muito conveniente para mim afirmar que não houve comprometimento (dos jogadores). Quando as coisas não funcionam taticamente, parece que não houve comprometimento. Mas não, a responsabilidade é exclusivamente minha. Não é demagogia, é o que penso e já comuniquei a eles. É esta a essência que fica deste jogo.

Patrocinado

Em uma partida realizada na véspera da eleição presidencial no Parque São Jorge, o técnico foi questionado sobre a responsabilidade da administração no resultado, mas não quis fazer essa relação:

O treinador Mano Menezes declarou que a maior parte da responsabilidade pela derrota do Corinthians por 5 a 1 para o Bahia, na Neo Química Arena, na abertura da 35ª rodada do Brasileirão, é dele. Abatido, o técnico preferiu não culpar seus jogadores durante a entrevista coletiva.

– Realmente tudo deu errado, não salvamos nada num jogo como esse. Começamos com a ideia de jogo escolhida pelo treinador, que não se sustentou nem se justificou, teve que ser trocada com 20 minutos. O treinador assume a parte dele de que a ideia pensada não funcionou. Temos que pedir desculpas. Nunca passei por isso, uma goleada dentro de casa como treinador. Foi muito doloroso para a gente, mas nunca tivemos condição de entregar algo melhor no jogo. Quando acontece isso e termina do jeito que foi, a **maior responsabilidade é do treinador, sem dúvida** – afirmou.

Fonte: G1 – Esportes

Patrocinado

"Notícias 24h" é a assinatura que garante a integridade e a vigilância incansável do portal BR HOJE, um bastião do jornalismo imparcial e de qualidade desde 2023. Encarnando o espírito de um Brasil autêntico e multifacetado, "Notícias 24h" entrega reportagens exclusivas e análises profundas, comprometendo-se com a verdade sem concessões. Através de uma cobertura 24 horas por dia, esse autor simbólico tornou-se sinônimo de confiabilidade em um mundo saturado de informações duvidosas, assegurando que os leitores do brhoje.com.br tenham acesso a um conteúdo que é tão corajoso e vibrante quanto a nação que busca representar.

Continue Reading
Patrocinado
Comentários