fbpx
Connect with us

Meio Ambiente

Marina Silva critica a Braskem por empreendimento desastroso em Maceió

Publicado

em

empresa, gigante química, corporação
Marina Silva, ministra do Meio Ambiente, cobrou maior rigor em licenciamento ambiental e criticou gestão de ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) — Foto: BBC News O que podemos esperar da COP 28?

Ministra do Meio Ambiente exige rigor no licenciamento ambiental e critica gestão de Bolsonaro.

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, fez um apelo nesta terça-feira (5/12), em Berlim, para que os processos de licenciamento ambiental sejam mais rigorosos, visando evitar que tragédias como a da mina de sal-gema da Braskem em Maceió, Alagoas, não se repitam. Ela classificou o empreendimento como desastroso.

“Você tem que ser rigoroso no processo de licenciamento. Porque existem processos que são realizados sem esse rigor e depois as consequências são dramáticas”, afirmou a ministra. É fundamental que tanto o Ministério do Meio Ambiente quanto o Ibama atuem com todo o rigor para impedir que situações como essa voltem a ocorrer, prejudicando o meio ambiente e a sociedade.

A gigante química Braskem foi duramente criticada pela ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, durante sua visita a Berlim nesta terça-feira (5/12). Ela defendeu a necessidade de processos de licenciamento ambiental mais rigorosos para evitar desastres como o ocorrido na empresa. A ministra ressaltou a importância do Ministério do Meio Ambiente e do Ibama agirem com todo o rigor para evitar novas catástrofes.

Possibilidade de acomodação gradual da mina

Lamentavelmente, a postura de flexibilizar procedimentos leva a esse tipo de coisa. Aquilo que parece ser uma celeridade no começo depois vira um problema grave, que afeta sobretudo a população

, afirmou.

Patrocinado

Já foram mais de 50 mil pessoas da área de abrangência desse empreendimento desastroso

, acrescentou.

Nos últimos dias, Maceió vive sob a incerteza de um risco iminente de colapso de uma mina de exploração de sal-gema, controlada pela gigante química Braskem no bairro do Mutange. Moradores da região têm sido obrigado a deixar suas casas.

Na sexta-feira (01/12), o ministro dos Transportes e senador licenciado de Alagoas Renan Filho atribuiu a responsabilidade à Braskem.

A responsabilidade da empresa era total. No Brasil, a legislação ambiental impõe o crime a quem o pratica

, disse ele.

Patrocinado

Procurada na ocasião, a corporação não se manifestou sobre a declaração do ministro. Para a Braskem, no entanto, existe a possibilidade de uma

acomodação gradual

da mina, até de uma eventual estabilização. Segundo a empresa, 99,3% dos imóveis na área de risco já foram desocupados.

Durante viagem a Berlim, Marina disse que o governo federal vem acompanhando a crise, com 12 técnicos especializados em diferentes áreas no monitoramento.

Esse licenciamento ambiental é de responsabilidade do Estado de Alagoas, e o Ministério do Meio Ambiente, através do Ibama, está agindo suplementarmente no processo de acompanhamento dessa crise e dessa catástrofe. Dispomos de 12 técnicos especializados em diferentes áreas que ajudam no monitoramento, mas é uma situação que já está estabelecida.

A ministra do governo Lula também criticou a gestão ambiental durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Patrocinado

Existem as responsabilidades que são do governo federal, dos governos estaduais e municipais

, disse.

Infelizmente, no governo anterior, essa diretriz foi abandonada e o governo federal foi transferindo muitas das responsabilidades dos órgãos federais para Estados e municípios

.

Alemanha continua financiando

Marina também falou que a Alemanha vai financiar projetos ambientais no Brasil com recursos da ordem de 100 milhões de euros (cerca de R$ 535 milhões).

Patrocinado

Os acordos foram firmados na segunda-feira (5/12) durante reunião entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o chanceler alemão, Olaf Scholz.

Desse montante, 30 milhões de euros serão para proteger biomas brasileiros.

Não haverá investimento adicional no Fundo Amazônia, do qual a Alemanha é a segunda maior doadora, depois da Noruega.

No início do ano, o governo alemão anunciou a doação de 35 milhões de euros (R$ 190 milhões, em valores atuais) para o fundo, dos quais a primeira parcela, de 20 milhões de euros, foi paga apenas em outubro.

Patrocinado

Questionada pela BBC News Brasil sobre a demora no recebimento desses recursos, a ministra disse que o desembolso aconteceu

em tempo recorde

e que

a internalização desses recursos passa por um processo institucional

.

Marina falou ainda sobre o combate ao aquecimento global e como o Brasil tem exercido, em sua visão, um papel de protagonista para a

Patrocinado

transição de uma nova matriz energética global

.

O cerne da questão do aquecimento do planeta está ligada aos combustíveis fósseis — petróleo, carvão e gás. Essa discussão vai ter que ser enfrentada pelos países produtores e consumidores

, concluiu.

Marina acompanhou Lula em sua visita oficial de três dias à Alemanha. O petista chegou a Berlim no domingo (3/12) à tarde e retorna ao Brasil no início da tarde desta terça-feira.

Segundo o governo brasileiro, foram assinados cerca de 20 acordos com a Alemanha nas mais diversas áreas, incluindo meio ambiente, energia e tecnologia e inovação.

Patrocinado

VÍDEO: O que podemos esperar da COP 28?

Fonte: G1 – Meio Ambiente

"Notícias 24h" é a assinatura que garante a integridade e a vigilância incansável do portal BR HOJE, um bastião do jornalismo imparcial e de qualidade desde 2023. Encarnando o espírito de um Brasil autêntico e multifacetado, "Notícias 24h" entrega reportagens exclusivas e análises profundas, comprometendo-se com a verdade sem concessões. Através de uma cobertura 24 horas por dia, esse autor simbólico tornou-se sinônimo de confiabilidade em um mundo saturado de informações duvidosas, assegurando que os leitores do brhoje.com.br tenham acesso a um conteúdo que é tão corajoso e vibrante quanto a nação que busca representar.

Continue Reading
Patrocinado
Comentários