fbpx
Connect with us

Dinheiro

Selic em foco: a estratégia do Copom para a fixação de juros

Publicado

em

juro, básico, taxa, de-juros;
Fernando Torres — Foto: Arte sobre foto de Ana Paiva /Valor - Todos os direitos: @ Valor Invest Globo

ouça este conteúdo

O melhor para reduzir juros reais seria votar pela manutenção da Selic, como fizeram os diretores, no Controle de monetário. Isso implica Taxa básica e Juros nominais estáveis, gerando Forma de condução segura para negócios.

Você pode ter clicado neste link achando que o autor se enganou, mas aqui estamos falando sobre a Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira. A Selic é um instrumento fundamental para o controle da inflação e para a definição das taxas de juros praticadas no mercado financeiro.

Em meio a tantas notícias sobre a economia, é importante entender como a Selic influencia o dia a dia dos brasileiros. Ela é utilizada como referência para diversos investimentos e empréstimos, impactando diretamente o bolso de todos. A variação da Selic pode afetar desde a rentabilidade de aplicações financeiras até o custo de um financiamento, mostrando a relevância do tema juro para a população.

Selic: A Taxa Básica de Juros e o Controle Monetário

Nesta quarta-feira (19), como amplamente divulgado, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central optou por encerrar o ciclo de redução de juros que havia sido iniciado em agosto de 2023, quando a taxa básica Selic se encontrava em 13,75% ao ano, mantendo-a estável em 10,50%, patamar atingido na reunião de maio. A decisão, embora tenha contrariado as expectativas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, levanta a questão: como é possível afirmar que os juros diminuíram se a Selic permaneceu inalterada?

Para compreender essa aparente contradição, é necessário analisar o panorama por meio de dados concretos. Na véspera da deliberação do Copom, os juros nominais de mercado para daqui a 12 meses (representados pela linha azul no gráfico) estavam em 11,06%. No entanto, na tarde desta sexta-feira (21), a mesma taxa registrou 10,41%, indicando uma redução de mais de meio ponto percentual em apenas dois dias.

Essa queda também se refletiu no juro real projetado para o mesmo período (linha amarela), retornando para cerca de 6,50%. É importante ressaltar que, se a Selic tivesse sido reduzida em 0,25 ponto percentual na quarta-feira, ou se alguns dos diretores do BC tivessem votado a favor da diminuição da taxa básica, o cenário poderia ter sido diferente. No entanto, uma vitória nesse sentido poderia ter sido passageira, como uma vitória de Pirro.

A relação entre a Selic e outras taxas de juros, como o juro de mercado projetado para o futuro, é crucial para compreender o impacto das decisões do Copom. Uma redução na Selic poderia resultar em um aumento nessa outra taxa, sinalizando a necessidade de futuros ajustes. É essa dinâmica, juntamente com os juros reais representados no gráfico, que verdadeiramente influenciam as decisões dos agentes econômicos.

O histórico recente das decisões do Copom ilustra como o mercado reage a essas mudanças. Após a última redução da Selic em 8 de maio, de 10,75% para 10,50% ao ano, os juros futuros apresentaram um comportamento oposto ao esperado. Mesmo com a divisão de votos no Copom, com diretores indicados pelo governo atual defendendo um corte de 0,50 ponto percentual, os juros de mercado subiram nos dias seguintes, devido à incerteza em relação à condução da política monetária a partir de 2025.

A forma como as decisões são comunicadas também desempenha um papel fundamental na confiança do mercado. Uma postura mais unânime e um comunicado claro poderiam ter gerado uma reação mais favorável, evitando a elevação dos juros futuros. No entanto, a falta de consenso e a incerteza resultaram em um cenário mais conservador, no qual o Banco Central precisa demonstrar seu compromisso com a estabilidade econômica.

Fonte: @ Valor Invest Globo

"Notícias 24h" é a assinatura que garante a integridade e a vigilância incansável do portal BR HOJE, um bastião do jornalismo imparcial e de qualidade desde 2023. Encarnando o espírito de um Brasil autêntico e multifacetado, "Notícias 24h" entrega reportagens exclusivas e análises profundas, comprometendo-se com a verdade sem concessões. Através de uma cobertura 24 horas por dia, esse autor simbólico tornou-se sinônimo de confiabilidade em um mundo saturado de informações duvidosas, assegurando que os leitores do brhoje.com.br tenham acesso a um conteúdo que é tão corajoso e vibrante quanto a nação que busca representar.

Continue Reading
Comentários