fbpx
Connect with us

Marketing e Vendas

Desaceleração no preço do aluguel de escritórios em março: Conheça as cidades mais caras.

Publicado

em

aluguel de escritórios, locação de escritórios
Preço de compra de imóveis comerciais ficou 7,02% mais caro nos últimos 12 meses/ Crédito: Antonio Salaverry/AdobeStock - Todos os direitos: © Estadão Imóveis

Preços dos aluguéis de imóveis comerciais subiram 0,63% neste mês, mostrando recuperação no segmento comercial. Salas comerciais ficaram mais caras.

O mercado de aluguel de escritórios está em constante movimentação, sendo essencial para empresas de todos os portes. De acordo com o último levantamento do Índice FipeZAP, o aluguel de escritórios e espaços comerciais teve um aumento de 0,63% neste último mês, demonstrando a demanda por locais adequados para negócios.

Para empreendedores e empresas em crescimento, a locação de escritórios é uma etapa fundamental para garantir a expansão dos negócios. A disponibilidade de espaços adequados para aluguel de escritórios é um fator decisivo para a escolha do local ideal para estabelecer operações e equipes, contribuindo significativamente para o sucesso empresarial.

Aluguel de Escritórios e o Mercado de Imóveis Comerciais

A análise do mercado de imóveis comerciais registrou um crescimento ligeiramente inferior em comparação com fevereiro de 2024 (+0,73%). No entanto, esse aumento está acima da inflação do IPCA/IBGE (0,16%) e da deflação do IGP-M/FGV (0,47%) registradas em março. Nesse cenário, o preço do aluguel de escritórios para o segmento comercial ficou 7,02% mais caro nos últimos 12 meses.

Enquanto isso, o preço de compra de imóveis comerciais manteve-se estável, com uma variação mínima de 0,02% neste mês. Porém, houve uma queda de 0,49% no último ano nesse setor. Ana Tedesco, economista do DataZAP, destaca que o Índice FipeZAP comercial tem apresentado resultados negativos desde 2015, influenciado por diversos fatores ligados aos ciclos econômicos do país.

Uma tendência observada é a maior procura por aluguel de escritórios, devido, em parte, ao elevado custo do crédito imobiliário para empresas interessadas em adquirir imóveis comerciais. Ao mesmo tempo, o aumento nos preços dos aluguéis de imóveis comerciais está associado à retomada da movimentação urbana, uma tendência que se iniciou em 2022, acompanhando a recuperação do mercado de trabalho pós pandemia.

Cidades com Salas Comerciais Mais Caras

Ao analisar o mercado imobiliário, destaca-se São Paulo como a cidade com as salas comerciais mais caras do país para venda, com o metro quadrado avaliado em R$ 10.032. Em seguida, vem o Rio de Janeiro, onde o preço por metro quadrado atinge R$ 8.771. Por outro lado, Salvador é a cidade mais acessível entre as 10 monitoradas pelo DataZAP, com o metro quadrado avaliado em R$ 5.126.

São Paulo também lidera no quesito aluguel de imóveis comerciais, com um custo médio de R$ 51,45 por metro quadrado. Isso significa que alugar um escritório de 100 metros quadrados na capital paulista demandaria aproximadamente R$ 5.145 mensais. Florianópolis e Rio de Janeiro ocupam as posições seguintes nesse ranking de preços de aluguel de escritórios.

Fonte: © Estadão Imóveis

"Notícias 24h" é a assinatura que garante a integridade e a vigilância incansável do portal BR HOJE, um bastião do jornalismo imparcial e de qualidade desde 2023. Encarnando o espírito de um Brasil autêntico e multifacetado, "Notícias 24h" entrega reportagens exclusivas e análises profundas, comprometendo-se com a verdade sem concessões. Através de uma cobertura 24 horas por dia, esse autor simbólico tornou-se sinônimo de confiabilidade em um mundo saturado de informações duvidosas, assegurando que os leitores do brhoje.com.br tenham acesso a um conteúdo que é tão corajoso e vibrante quanto a nação que busca representar.

Continue Reading
Comentários