fbpx
Connect with us

Tecnologia

Elon Musk pode levar o X à beira da falência? A iminente insolvência é uma realidade?

Publicado

em

insolvência, bancarrota, quebradeira
Elon Musk durante a conferência anual DealBook, do The New York Times. — Foto: GETTY IMAGES via BBC Numa entrevista em Nova York, nos EUA, Elon Musk passou uma mensagem contundente aos anunciantes. — Foto: GETTY IMAGES via BBC A mudança da marca do Twitter por Elon Musk para X começou no final de julho de 2023. — Foto: REUTERS via BBC 5 pontos sobre a crise do Twitter

Musk pode enfrentar falência com grandes gastos e empréstimos contraídos. A empresa pode pausar anúncios devido ao fluxo de receita e declarações caóticas.

O recente ataque agressivo de Elon Musk contra os anunciantes que boicotam o X (o antigo Twitter) deixou muita gente confusa. Se os anunciantes seguirem saindo e não retornarem, será que a rede social estará à beira da falência?

Em abril, Musk concedeu uma entrevista à BBC News — nela, soltou as primeiras de muitas declarações caóticas sobre a aquisição do X.

Ele disse algo bastante revelador, mas que passou despercebido na época.

A situação recente levanta questionamentos sobre a possibilidade de **insolvência** do X. Com tantos desafios enfrentados pela plataforma, é possível que esteja à beira da bancarrota.

Patrocinado

O forte embate entre Musk e as empresas sobre a falência

Falando sobre o assunto da publicidade instantânea, Musk criticou a postura da Disney e Apple anteriormente:

Se a Disney se sente confortável em anunciar filmes infantis [no X] e a Apple se sente bem em anunciar iPhones na plataforma, esses são bons indicadores de que o X é um bom lugar para anunciar

.

Contudo, em um período de sete meses, a situação mudou drasticamente. Tanto a Disney quanto a Apple deixaram de anunciar na plataforma. Musk reagiu com uma linguagem forte expressando seu desapontamento com a mudança de postura das empresas.

Patrocinado

A pausa nos anúncios surgiu após uma investigação da Media Matters for America, uma organização norte-americana, que revelou que os anúncios publicitários estavam aparecendo ao lado de postagens pró-nazistas.

Em resposta, o X desafiou ferozmente o relatório, criticou os métodos de pesquisa e abriu um processo judicial contra a organização.

Durante uma entrevista acalorada, Musk mencionou a palavra falência, sinalizando o impacto prejudicial que o boicote publicitário poderia ter nos resultados financeiros da empresa.

Para uma empresa que foi adquirida por 44 bilhões de dólares (R$ 216 bilhões) no ano anterior, a falência parece ser algo inimaginável, no entanto, é uma possibilidade real.

Patrocinado

Olhando para a dependência do X da receita publicitária, a situação é crítica, uma vez que cerca de 90% da receita da empresa no ano anterior veio da publicidade.

Neste contexto, Musk fez declarações incisivas, enfatizando a possibilidade de falência da empresa, caso o boicote dos anunciantes persistisse. Mark Gay, diretor de clientes da consultoria de marketing da Ebiquity, expressou a preocupação em relação à falta de estratégia para reinvestir na plataforma.

O varejista Walmart anunciou também que não irá mais anunciar no X, agravando o cenário. Musk reagiu de forma áspera em relação a esse movimento, mencionando diretamente uma das empresas envolvidas.

Ao expor publicamente os executivos-chefes envolvidos, Musk acabou por tornar os anunciantes ainda mais hesitantes em voltar a investir na plataforma, causando mais incertezas quanto ao futuro do X.

Patrocinado

No entanto, é evidente que atacar publicamente e pessoalmente anunciantes e empresas pagadoras das contas do X não trará benefícios aos negócios, como apontou Jasmine Enberg, analista da consultoria Insider Intelligence.

A impactante possibilidade de falência para o X

A saída dos anunciantes levanta questões sobre o futuro do X e a capacidade de Musk em lidar com a perda de receita. Ele compreende que as assinaturas não substituirão o dinheiro da publicidade, enfatizando a importância da publicidade como um fluxo de receita significativo: Se você tem um milhão de assinantes, isso equivale a US$ 100 milhões, uma quantia que é comparativamente pequena em relação à publicidade.

Em comparação, a receita de publicidade do Twitter foi de cerca de US$ 4 bilhões (R$ 19,6 bilhões) em 2022, mas a estimativa da Insider Intelligence para este ano é de apenas US$ 1,9 bilhão (R$ 9,3 bilhões).

Patrocinado

A situação financeira se complica ainda mais quando se considera os grandes gastos da empresa, como a folha de pagamento e os empréstimos contraídos por Musk para adquirir o Twitter. O descaso dos anunciantes pode realmente levar a empresa à falência, um cenário extremo que Musk deseja evitar.

Diante dessa situação, Musk tem opções, como investir mais dinheiro ou renegociar empréstimos com os bancos. No entanto, se as negociações não forem bem-sucedidas e a empresa não puder pagar os juros e os salários, a falência se tornará uma realidade. Isso seria prejudicial não apenas para a reputação de Musk, mas também para sua capacidade de obter empréstimos no futuro.

Mas se a empresa falir, o que acontece com o X? Seria muito difícil acreditar que a empresa simplesmente sairia do ar. Mesmo que Musk decidisse desativar a plataforma, os credores teriam a opção de levar a empresa à falência e retomar a plataforma.

Novos caminhos para o X e Musk

Patrocinado

Diante desses desafios, a solução óbvia para o X é encontrar um novo fluxo de receitas. Musk está em busca disso, investindo em um novo serviço de chamadas de áudio e vídeo e tentando transformar o X em uma plataforma multifuncional.

Apesar dessas estratégias, nenhuma delas consegue preencher o vazio financeiro gerado pela saída dos anunciantes a curto prazo. Por isso, a resposta combativa de Musk foi desconcertante para muitos, deixando dúvidas sobre o modelo de receita da empresa.

No entanto, o X ainda possui um vasto banco de dados que pode ser utilizado para treinar robôs e tem potencial para explorar novas oportunidades no futuro. A oscilação nas receitas pressiona Musk a encontrar alternativas de financiamento de forma rápida e eficaz. Portanto, a busca por soluções alternativas e inovadoras se torna uma prioridade urgente para garantir a sobrevivência do X no mercado altamente competitivo.

LEIA TAMBÉM:

Patrocinado
  • Vazamento de dados pessoais: veja como se proteger e o que fazer se for vítima
  • Twitter define limite temporário em meio a ‘briga’ de Musk com ChatGPT e outros robôs contra raspagem de dados; entenda
  • Além do X: veja 10 mudanças no Twitter sob o comando de Elon Musk

Fonte: G1 – Tecnologia

"Notícias 24h" é a assinatura que garante a integridade e a vigilância incansável do portal BR HOJE, um bastião do jornalismo imparcial e de qualidade desde 2023. Encarnando o espírito de um Brasil autêntico e multifacetado, "Notícias 24h" entrega reportagens exclusivas e análises profundas, comprometendo-se com a verdade sem concessões. Através de uma cobertura 24 horas por dia, esse autor simbólico tornou-se sinônimo de confiabilidade em um mundo saturado de informações duvidosas, assegurando que os leitores do brhoje.com.br tenham acesso a um conteúdo que é tão corajoso e vibrante quanto a nação que busca representar.

Continue Reading
Patrocinado
Comentários