fbpx
Connect with us

Tecnologia

Site de pornografia concorda em pagar US$ 1,8 milhão por tráfico sexual em acordo judicial nos EUA

Publicado

em

Portal erótico
Pornhub: por que a Mastercard estuda encerrar parceria com site pornográfico — Foto: Getty Images via BBC Os bastidores, as estratégias e a rotina de quem ganha a vida vendendo vídeos de sexo Golpe do namoro virtual: entenda o que é e por que as pessoas ainda caem Stalking: entenda o que é esse crime, saiba identificar e veja como denunciar - Todos os direitos: G1

Vídeos pornográficos sem autorização das vítimas divulgados em site de pornografia, segundo a justiça federal. Ação contra empresas hospedeiras.

A controladora australiana do site de pornografia Redtube, Blue Investments, concordou em pagar uma multa de US$ 2 milhões (R$ 10 milhões) para evitar um processo por violação de direitos autorais nos Estados Unidos. A procuradoria federal de Los Angeles anunciou o acordo na última quarta-feira.

Além da multa, a Blue Investments se comprometeu a contratar um auditor independente para garantir o cumprimento dos termos do acordo pelos próximos cinco anos. A empresa também terá que reembolsar os detentores dos direitos autorais pelas obras pirateadas.

Segundo a justiça federal, a Blue Investments começou a disponibilizar e a compartilhar vídeos de sexo no Redtube produzidos pela produtora EroticFilms, que alega ter seus direitos autorais violados pela empresa.

Sites de pornografia sob investigação e acusação por tráfico sexual no Canadá

Patrocinado

Em 2019, na Califórnia, surgiu a acusação de que a Pornhub e outros sites de pornografia estavam envolvidos em tráfico sexual, enganando e forçando mulheres jovens a aparecer em vídeos pornográficos sem o consentimento delas. A procuradoria federal afirmou que a controladora do Pornhub terá que indenizar as vítimas do tráfico sexual, após hospedar vídeos e aceitar pagamentos de atores criminosos. O procurador federal do Brooklyn enfatizou a responsabilidade da controladora do Pornhub por esse papel questionável, assim como a necessidade de compensar as vítimas de tráfico sexual.

Impacto do tráfico sexual no mundo do entretenimento adulto

A empresa canadense Aylo Holdings, fundada em Montreal em 2004, alega oferecer entretenimento adulto seguro através de suas plataformas. O acordo judicial envolveu o Pornhub, o Stripchat e o XVideos e vem na sequência de um anúncio da Comissão Europeia para uma nova legislação sobre serviços digitais. Essa legislação visa principalmente proteger os menores, destacando a responsabilidade dos grandes provedores de entretenimento adulto na internet.

Além disso, a Aylo Holdings firmou seu comprometimento em oferecer plataformas seguras, enquanto as autoridades procuram supervisionar essas empresas de perto. O escândalo ressalta a necessidade de delinear claramente o papel das diferentes empresas de pornografia online em relação ao consentimento, à segurança e ao tráfico sexual, mantendo uma supervisão independente e responsabilizando aqueles que violam os direitos e a segurança das vítimas.

Patrocinado

Horas após o acordo, a Comissão Europeia ampliou a lista de grandes plataformas de entretenimento adulto sujeitas a controle reforçado, que agora inclui o Pornhub, o Stripchat e o XVideos. Isso reflete a crescente preocupação e ação regulatória para garantir a segurança dos usuários, especialmente dos menores, nesses sites controversos.

Perspectivas sobre a regulamentação e segurança no entretenimento adulto

A adoção de medidas mais rigorosas e de supervisão independente é um passo crucial rumo a uma indústria de entretenimento adulto mais segura e ética, garantindo que a exploração de indivíduos vulneráveis e o tráfico sexual sejam devidamente combatidos. É essencial monitorar de perto os sites de pornografia, reforçar as diretrizes de segurança e consentimento, e responsabilizar aqueles que contribuem para práticas ilegais e prejudiciais.

Em resumo, o escândalo que envolve a Pornhub e outras plataformas de entretenimento adulto destaca a necessidade urgente de uma regulamentação mais rígida e supervisão independente para garantir a segurança e a ética nessa indústria, protegendo as vítimas de tráfico sexual e os usuários vulneráveis contra a exploração e o abuso.

Patrocinado

Fonte: G1 – Tecnologia

"Notícias 24h" é a assinatura que garante a integridade e a vigilância incansável do portal BR HOJE, um bastião do jornalismo imparcial e de qualidade desde 2023. Encarnando o espírito de um Brasil autêntico e multifacetado, "Notícias 24h" entrega reportagens exclusivas e análises profundas, comprometendo-se com a verdade sem concessões. Através de uma cobertura 24 horas por dia, esse autor simbólico tornou-se sinônimo de confiabilidade em um mundo saturado de informações duvidosas, assegurando que os leitores do brhoje.com.br tenham acesso a um conteúdo que é tão corajoso e vibrante quanto a nação que busca representar.

Continue Reading
Patrocinado
Comentários